tendências do marketing digital

Tendências do Marketing Digital que já podemos observar em 2021

Ainda com grande influência da pandemia, as tendências do Marketing Digital estão se inovando com rapidez para acompanhar os hábitos dos consumidores.

Dizer que o ano de 2020 foi desafiador e atípico já virou um grande clichê. Porém, não deixa de ser verdade que o mundo todo teve que se reinventar e se adaptar ao isolamento social e mudanças bruscas na rotina – inclusive pequenas e grandes empresas.

Enquanto as pessoas se adaptavam ao distanciamento social, as empresas tiveram que fortalecer sua transformação digital.

Nesse contexto, a pandemia lançou novas tendências ou acelerou movimentos que já vinham sendo apontadas em anos anteriores, tanto no trabalho das equipes de marketing quanto no comportamento do consumidor.

Em 2021, o cenário pandêmico ainda é instável, mas algumas tendências do marketing digital herdadas de 2020 já podem ser observadas. Confira alguns exemplos!

A vida em tempo real: o poder das lives

A pandemia restringiu a circulação nas ruas em razão da necessidade de distanciamento social. Para artistas, youtubers e influenciadores, isso se tornou uma oportunidade para usar um dos formatos do Marketing Digital que já era forte: as lives (ou transmissões de eventos ao vivo). 

Com isso, músicos fizeram shows, celebridades levantaram ações beneficentes, universidades criaram eventos online. As lives se multiplicaram em todos os canais — no YouTube, no Facebook, no Instagram e em plataformas específicas, como o Zoom — e bateram recordes de visualizações.

O fato é que ninguém queria se sentir sozinho. Por isso, essas conexões humanas em tempo real, mesmo que à distância, fizeram um sucesso enorme e garantiram muito engajamento.

Assim, apesar de terem se desgastado ao longo de 2020, as lives são um dos principais formatos em tempo real que você pode explorar em 2021. Para as marcas, é interessante usar esse formato em entrevistas, perguntas e respostas, palestras e webinars, por exemplo.

Porém, lembre-se sempre de que o diferencial das experiências de tempo real é a possiblidade de interação com o público. Então, incentive e valorize a participação dos usuários.

Conteúdo gerado pelos usuários

Também conhecido no termo original em inglês, user generated content (UGC), nada mais é do que as publicações dos usuários que podem ser aproveitadas nas estratégias de marketing digital.

Esse tipo de comunicação tem se mostrado extremamente efetivo porque as marcas estão percebendo o poder de influência dos seus clientes, cujas experiências com a empresa são compartilhadas e funcionam como prova social para outros consumidores.

Isso ocorre porque as pessoas confiam mais em pessoas do que nas propagandas da marca e até mesmo nos influencers das redes sociais. O alcance de uma pessoa comum pode até ser pequeno, mas o grau de confiabilidade, pelos olhos dos consumidores, é muito maior.

Nesse sentido, a Deloitte desenvolveu uma pesquisa chamada “Global Marketing Trends 2021”, onde menciona o poder do conteúdo gerado pelo usuário. O estudo concluiu que a participação ativa dos clientes nas redes sociais da marca pode trazer vantagens.

O engajamento do cliente pode acontecer por meio de reviews, posts, comentários, entre outros. Para utilizar esse conteúdo como uma estratégia de marketing digital, as marcas podem:

  • Repostar os stories de usuários que mencionam a marca;
  • Lançar desafios para os usuários criarem conteúdos, usando o TikTok ou o Reels do Instagram, por exemplo;
  • Publicar avaliações dos usuários no site da empresa;
  • Criar uma comunidade de engajamento e divulgação da marca.

Foco na interatividade

Outra estratégia entre as tendências do marketing digital que veio com força por conta do distanciamento social é o conteúdo interativo. Assim como as experiências em tempo real e o conteúdo gerado pelos usuários, que já mencionamos, os conteúdos interativos também geram envolvimento humano e conectam marcas e consumidores.

Quizzes, calculadoras, ebooks, infográficos, questionários e vídeos interativos são alguns exemplos de conteúdos que têm como objetivo envolver a atenção de um usuário por um tempo.

Um exemplo bastante interessante é o infográfico interativo do The New York Times sobre a propagação do Coronavírus nos Estados Unidos.

Marcas mais humanas e comprometidas

Empatia foi uma palavra muito forte em 2020. Com os sentimentos à flor da pele, as pessoas notaram sua vulnerabilidade diante de uma pandemia e valorizaram a solidariedade. E não foi diferente com as marcas, que perceberam sua fragilidade diante das mudanças do mercado.

Por isso, as empresas que souberam assumir sua condição humana e tomar frente diante de um momento de dificuldade, também conseguiram se conectar com as pessoas. Isso gerou um senso de identificação entre o consumidor e a marca e foi um ponto bastante decisivo para identificar defensores de marca.

Isso tudo nos mostrou que as pessoas não querem se envolver com empresas que se comprometem apenas com seu lucro. As pessoas também querem ver comprometimento com o ser humano e o planeta.

E isso se dá com ações que vão além de um post no Instagram. As causas que a marca defende devem ser refletidas nos processos internos da empresa, como na contratação de colaboradores e desenvolvimento de produtos, por exemplo.

Marketing de Defensores

O Marketing de Defensores é uma das maiores tendências do marketing digital não só para 2021, mas também para os próximos anos. O objetivo dessa estratégia é engajar os clientes e transformá-los em Defensores da Marca para que recomendem sua marca para seus amigos e conhecidos.

Quer saber tudo sobre Marketing de Defensores? Temos o conteúdo mais completo da internet para você!

 👉 Marketing de Defensores: O que é e por que adotá-lo

Próximo passo: crescimento

O ano de 2020, marcado pela pandemia, apresentou novas tendências para as marcas e acelerou outros movimentos que já vinham aparecendo nos últimos anos. Com isso, as tendências do marketing digital para 2021 já tomaram conta dos conteúdos na internet.

Agora, é hora de colocar essas tendências em prática. Não esqueça que a pandemia não acabou — ainda vamos conviver com certa instabilidade por algum tempo. Mas as empresas que se planejam e se antecipam às mudanças estão mais preparadas para enfrentá-las.

Agora, então, vamos ajudar você a planejar sua estratégia de marketing para o próximo ano. Confira nossas dicas sobre como montar um plano de marketing eficiente para a sua empresa.